As Competências em Gestão de Projetos e sua influência na Empregabilidade dos Gerentes de Projetos

Sirlei de Almeida Pereira, Roque Rabechini Jr.

Resumo


Este estudo investigou como as competências em gestão de projetos impactam a empregabilidade do gerente de projetos. Para tanto foi realizada uma pesquisa survey com 48 gerentes de projetos atuantes na área de tecnologia da informação (TI) de uma instituição bancária de origem internacional. Os dados foram analisados por meio de técnica estatística descritiva, inferência estatística e a moda - medida de tendência central. Os resultados evidenciaram dificuldades no gerenciamento de custos, de riscos e de recursos, além de lacunas em habilidades para gerenciar bem os conflitos, delegar tarefas ou ter conhecimento da estratégia da empresa. Apesar disso, foi identificado alto grau de empregabilidade, garantido principalmente por rede de contatos e qualificação.

Palavras-chave


competências; empregabilidade; gestão de projetos

Texto completo:

PDF

Referências


Aguilar, I. L., & Vallejo, E. M. (2007). Identifying the skills for consultants working in project-based organizations: A glimpse into the Mexican consulting industry.

Arvidsson, N., & Ekstedt, E. (2006). The growth of project organisation and its effects on working conditions. Stockholm: Arbetslivsinstitutet.

Aurélio. (1999). O dicionário da língua portuguesa. Novo Aurélio século XXI. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

BCB (2013). Banco Central do Bracil - Acesso em 15 de 09 de 2013, disponível http://www.bcb.gov.br/busca.asp?consulta=basileia

Bitencourt, C. C. (2001). A gestão de competências gerenciais e a contribuição da aprendizagem organizacional – a experiência de três empresas australianas. Revista de Administração Mackienzie. Disponível em http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=195418095008

Bittencourt, A. Q., & Prado, A. A. (2010). A Tecnologia da Informação Integrando Áreas de Negócios Visando a Geração de um Novo de Profissional no Ramo Tecnológico. Revista de Administração da Fatea, 3(3), 63-80.

Bombonatti Filho, O. (2012). A influência da estratégia de investimentos em tecnologia da informação na indústria bancária brasileira. Tese. São Paulo.

Boterf, G. L. (2003). Desenvolvendo a competência dos profissionais. Porto Alegre: Artmed.

Boterf, G. L. (2006). Avaliar a competência de um profissional: as três dimensões a explorar. Acesso em 02 de 12 de 2012, disponível em LE BOTERF CONSEIL: http://www.guyleboterf-conseil.com/Article%20evaluation%20version%20directe%20Pessoal.pdf

Brown, P., & Hesketh, A. (2004). The Mismanagement of Talent: Employability and Jobs in the Knowledge Economy. Oxford: Oxford University Press.

Cooper, H. M. (1988). The integrative research review: A systematic aproach; The integrative research review: A systematic aproach (No. 2). Sage Publications.

Dutra, J. S., Hipólito, J. A., & Silva, C. M. (2000). Gestão de Pessoas por Competências: o Caso de uma Empresa do Setor de Telecomunicações. RAC - Revista de Administração Contemporânea.

Ekstedt, E. (2009). A New Division of Labour: The projectification of working and industrial life. (S. N. Edited by M.-A. Moreau, Ed.) Agire, pp. 31-54.

Febraban. (2013). Federação Brasileira dos Bancos. Acesso em 10 de 08 de 2013, disponível em febraban.org.br: http://www.febraban.org.br/7Rof7SWg6qmyvwJcFwF7I0aSDf9jyV/sitefebraban/Pesquisa%20FEBRABAN%20de%20Tecnologia%20Banc%E1ria%202013.pdf

Frame, D. J. (1999). Project management competence: Building key skills for individuals, teams, and organizations (p. 232). Jossey-Bass. Jossey-Bass.

Fugate, M., Kinicki, A. J., & Ashforth, B. E. (2004). Employability: A psycho-social construct, its dimensions, and applications. Journal of Vocational Behavior, 65, pp. 14-38.

Gerards, R., De Grip, A., & Witlox, M. (2014). ‘Employability-miles’ and worker employability awareness. Applied Economics, 46(9), 952-965.

Griffeth, R. W., Steel, R. P., Allen, D. G., & Bryan, N. (2005). The development of a multidimensional measure of job market cognitions: the Employment Opportunity Index (EOI). Journal of Applied Psychology, 90(2), pp. 335-349.

Grip, A., Loo, J. V., & Sanders, J. (2004). The Industry Employability Index: Taking account of supply and demand characteristics. International Labour Review, 143(3), pp. 211-233.

Hind, D., & Moss, S. (2011). Employability Skills. 2nd Edition. Sunderland, Business Education Publishers. Sunderland: Business Education Publishers.

Jalan, B. (01 de 2002). Indian banking and finance managing new challenges.

Kerzner, H. (2010). Project Management Best Practices - Achieving Global Excellence. Wiley.

Maccari, E. A., Santos, C. R., Batista, D. A., Tocura, F. H., & Gutierrez, J. (2009). Difficulties Of It Management In A Large Corporate Brazilian Bank. Future Studies Research Journa l, 1(1), pp. 132-150.

Marshal, T. E., Byrd, T. A., Gardiner, L. R., & Rainer Jr., R. K. (2000). Technology Acceptance and Performance: An Investigation Into Requisite Knowledge. Technology Acceptance and Performance, pp. 90-114.

Martins, G. A., & Theóphilo, C. R. (2009). Metodologia da Investigação Científica para Ciências Sociais Aplicada. Atlas.

Mikkola, J. H. Portfolio Management of R&D projects: implications for innovation management. Technovation 21, pp. 423-435, 2000

Mills, J., Platts, K., Bourne, M., & Richards, H. (2002). Competing through competences. (C. U. Press, Ed.) Strategy and Performance, pp. 9-28.

Mohamed, R. K., Ramendran, C., & Yacob, P. (10 de 2012). The Impact of Employment of Foreign Workers: Local Employability and Trade Union Roles in Malaysia. International Journal of Academic Research in Business and Social Sciences, 2(10).

Morgan, G., Bergamini, C. W., & Coda, R. (1996). Imagens da organização. São Paulo: Atlas.

Nauta, A., Vianen, A., Heijden, B., Dam, K., & Willemsen, M. (2009). Understanding the factors that promote employability: The impact of employability culture, career satisfaction, and role breadth self‐efficacy. Journal of Occupational and Or, 82(2), pp. 233–251.

Oliveira, P., & Lacerda, J. (2007). Habilidades e competências desejáveis aos profissionais de inteligência competitiva. Ci. Inf, 36(2), 46-53.

Patah, L. A., & Carvalho, M. M. (2002). Estruturas de gerenciamento de projetos e competências em equipes de projetos. Anais do Encontro Nacional Engenharia de Produção, pp. 23-25.

PMI. (2008). Um Guia do Conhecimento em gerenciamento de projetos (PMBOK).

Pool, L. D., & Sewell, P. (2007). The key to employability: developing a practical model of graduate employability. Education and Training, 49(4), pp. 277–289.

Prodanov, C. C., & Freitas, E. C. (2013). Metodologia do trabalho científico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico (2 ed.). Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil: Universidade Feevale.

Rabechini Jr., R. (2005). Competências e maturidade em gestão de projetos - uma perspectiva estruturada. São Paulo: Annablume.

Rabechini Jr., R., & Pessoa, M. S. (2005). Um modelo estruturado de competências e maturidade em gerenciamento de projetos. Revista Produção.

Rabechini Jr., R., Carvalho, M. M., & Laurindo, F. J. (2002). Fatores críticos para implementação de gerenciamento por projetos: o caso de uma organização de pesquisa. Revista Produção.

Rothwell, A., & Arnold, J. (2007). Self-perceived employability: development and validation of a scale. Personnel Review, 36(1), pp. 23-41.

Trevor, B. (1992). Project Management 2: the skills needed. 70(4), 20.

Van Der Heijde, C. M., & Van Der Heijden, B. (2006). A competence based and multidimensional operationalization and measurement of employability. Human resource management, 45(3), 449-476.

Vasconcellos, E., & Hemsley, J. R. (2002). Estruturas Organizacionais – Estruturas Tradicionais, Estruturas para Inovação, Estrutura Matricial. São Paulo: Thomson Pioneira.

Vos, A., Hauw, S. D., & Heijden, B. I. (2011). Competency development and career sucess: The mediating role of employability. Journal of Vocational Behavior.

Ward, M. E., & Wilcox, B. M. (1999). Delegation and Empowerment: Leading with and Through Others. Eye on Education.




DOI: http://dx.doi.org/10.5585/10.5585

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Gestão e Projetos e-ISSN: 2236-0972
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional