Gerenciamento de Projetos: Uma Análise da Maturidade do Setor de Mineração

Daniel Rago Cardoso, Fabricio Ziviani, Luiz Otávio Borges Duarte

Resumo


Esse artigo apresenta uma análise de como o grau de maturidade em gerenciamento de projetos impacta a probabilidade de sucesso de empresas de projetos de engenharia com foco em mineração. Os casos selecionados contêm empresas de médio porte da região metropolitana de Belo Horizonte e constituídas por equipes multidisciplinares. O método desenvolvido nesta pesquisa foi descritivo, pois realizou o registro e a análise das características que se relacionam com o processo de maturidade em gerenciamento de projetos para uma posterior determinação dos efeitos resultantes no aumento da probabilidade de sucesso nas empresas de engenharia. A pesquisa utilizou o modelo de Maturidade em Gerenciamento de Projetos Mmgp-Setorial de Darci Prado, além da realização de entrevistas in loco com gerentes de projetos. Os resultados apontam que as empresas pesquisadas estão no patamar dito como conhecido ou nível dois. Neste grau de maturidade, as empresas apresentam ações esporádicas, reatividade de grande parte da equipe de trabalho, baixo interesse da alta administração e estímulo à visão estratégica de curto prazo. Ficou evidenciado que o alcance das metas estabelecidas para os projetos é atingido mais facilmente na medida em que ocorre o alinhamento estratégico dos projetos com a organização e na existência de capacitação técnica da equipe. Tais fatores são alcançados pelas organizações no decorrer da aquisição de maturidade no domínio de ferramentas, processos de trabalho e habilidades para gerir seus projetos.


Palavras-chave


Engenharia; Gerenciamento de projetos; Mineração; Modelos de maturidade.

Texto completo:

PDF

Referências


Alencar, L. H., Almeida, A. T. & Mota, C. M. (2007) Sistemática proposta para seleção de fornecedores em gestão de projetos. Gestão & Produção, 14(3). Recuperado em 19 setembro, 2014 de http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_ arttext&pid=S0104-530X2007000300005&lng=pt&nrm=iso.

Andrade, J. C. S. & Paiva D. S. (2010) Implantação do sistema de gestão integrada: um estudo de caso. In: Congresso nacional de excelência em gestão. Anais…Niterói: Cneg.

Aubry, M. & Hobbs, B.A (2011) Fresh Look at the Contribution of Project Management to Organizational Performance. Project Management Journal. WileyInterScience, 42(1), 3-16, February 16.

Bautista, R. (2006) Propuesta de una metodología de ayuda a la decisión para los procesos de dirección y gestión de proyectos. Valência, Espanha, Universidad Politécnica de Valencia.

Cheng, C., Chang, J., Kuo, C.A. (2011) Cmmi appraisal support system based on a fuzzy quantitative benchmarks model. Expert Systems With Applications, 38, 4550-4551.

Cooke-Davies, T. J. & Arzymanow, A. (2003). The maturity of project management in different industries: an investigation into variations between project management models. International Journal of Project Management, n. 21, p. 471-478. Retrieved June 02, 2015, from http://dx.doi.org/10.1016/S0263-7863(02)00084-4.

Dinsmore, P.C. (1999) Transformando estratégias empresariais em resultado. Rio de Janeiro: Qualimark.

Dinsmore, P.C. (2010) Como se tornar um profissional em gerenciamento de projetos. (3.ed.) São Paulo: Qualitymark.

Fonseca, S.U.L. (2006) Benefícios da adoção do modelo Pmbok no desenvolvimento e implantação do projeto de tecnologia da informação de um operador logístico: um estudo de caso da Word Cargo. Recuperado em 17 abril, 2015, de http://biblioteca.unisantos.br/tede/td e_busca/arquivo.php?codArquivo=30.

Grant, K. P., Pennypacker, J. S. (2006) Project management maturity: an assessment of project management capabilities among and between selected industries. Ieee Transactions of Engineering Management, 53(1). Retrieved July 13, 2015, from http://dx.doi.org/10.1109/TEM.2005.861802.

Hillson, D. (2003) Assessing organizational project management capability. Journal of Facilities Management, 2(3), 298 – 311, June 12.

Ibbs, C. W. & Kwak, Y. H. (2002) Assessing project management maturity. Project Management Journal, 31(1), 32-43, November 14.

Kerzner, H. (2006) Gestão de projetos: as melhores práticas. São Paulo: Bookman.

Moraes, R. O. & Kruglianskas, I. (2010) Projetos de TI: maturidade x desempenho. RAI – Revista de Administração e Inovação, 7(2), 22-33.

Muylder, C. F. & Oliveira, W. A. (2012) Value creation from organizational project management: a case study in a government agency. Journal of Information Systems and Technology Management, 9(3), 497-514, December 15.

Pires, K. L. S. (2014) A influência da gestão de portfólio na alocação de recursos em uma organização pública de TI. 2014. Dissertação de Mestrado, Universidade Fumec, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Prado, D. (2008) Maturidade em gerenciamento de projetos. Nova Lima: Indg Tecnologia e Serviços Ltda.

Prado, D. (2008) Maturidade em Gerenciamento de Projetos. (2. ed.) Nova Lima: Editora Falconi.

Prado, D. & Archibald, R. D. (2008) Maturidade Brasil 2008: pesquisa sobre maturidade em gerenciamento de projetos. Versão completa. 2009. Recuperado em 09 agosto, 2015, de http://www.maturityresearch.com.

PMI (2011) Estudo de benchmarking em gerenciamento de projetos Brasil.Chapters Brasileiros. Recuperado em 18 abril, 2015, de http://www.pmsurvey.org/

PMI (2012) Estudo de benchmarking em gerenciamento de projetos Brasil. Chapters Brasileiros. Recuperado em 18 abril, 2015, de http://www.pmsurvey.org/

PMI (2013) Estudo de benchmarking em gerenciamento de projetos Brasil. Chapters Brasileiros. Recuperado em 18 abril, 2015, de http://www.pmsurvey.org/

PMI (2014) Estudo de benchmarking em gerenciamento de projetos Brasil. Chapters Brasileiros. Recuperado em 18 abril, 2015, de http://www.pmsurvey.org/

Rabechini, R., Jr. et al. (2010) Maturidade e sucesso em projetos sob a perspectiva do binômio fornecedor e cliente. Rbgn – Revista Brasileira de Gestão de Negócios, 12(34), 56-72, Agosto.

Rosemann, M., de Bruin, T., Hueffner, T. (2004) A model for business process management maturity. Conference Proceeding of Acis. Hobart, Tasmania, Australia, University of Tasmania.

Silveira, G. A. (2008) Fatores contribuintes para a maturidade em gerenciamento de projeto: um estudo em empresas brasileiras. Tese de doutorado, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Swink, M. (2003) Completing projects on-time: how project acceleration affects new product development. Journal of Engineering and Technology Management, 20(4), 319-344, July 18.

Valle, A. B. et al. (2007) Fundamentos do gerenciamento de projetos. Rio de Janeiro: FGV.

Vargas, R. V. (2005) Gerenciamento de projeto: estabelecendo diferenciais competitivos. (6. ed.) Rio de Janeiro: Brasport.

Vergara, S. C. (1998) Projetos e relatórios de pesquisa em administração. (2. ed.) São Paulo: Atlas.

Vergara, S. C. (2005) Métodos de pesquisa em administração. (2. ed.) São Paulo: Atlas.

Winch, G. M. (2004) Managing project stakeholders. In: Morris, P.W.G. & Pinto, J.K. (Eds.) The wiley guide to managing projects.Wiley, New York, NY: John Wiley & Sons, 321-339.

Xavier, C. M. S. (2006) Gerenciamento de projetos - como definir e controlar o escopo do projeto. São Paulo: Saraiva.

Xavier, C. M. S. et al. (2010) Metodologia de gerenciamento de projetos – Methodware – abordagem prática de como iniciar, planejar, executar, controlar e fechar projetos. Rio de Janeiro: Brasport.

Zwikael, O. & Globerson, S. (2006) Benchmarking of project planning and success in selected industries. Benchmarking: An International Journal, 13(6), June 15.




DOI: http://dx.doi.org/10.5585/10.5585

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Gestão e Projetos e-ISSN: 2236-0972
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional